Fechar [x]
PT | EN

Desempenho em 2017

O ano de 2017 foi marcado pela expansão dos negócios, atuamos por meio da expansão radial e no adensamento das redes instaladas

Desempenho operacional

Telecom B2B

O ano de 2017 foi marcado pela expansão dos negócios. Na base de clientes empresariais, passamos a atuar em 24 novas localidades, principalmente na região Sul do País, explorando e expandindo a rede de fibra ótica adquirida ao final de 2015. Atuamos por meio da expansão radial (em localidades radiais à atual área de operação) e no adensamento das redes instaladas. Além da região Sul, expandimos para oito cidades do Sudeste e atualmente estamos em 250 localidades, além das 87 que compõem nossa área de concessão.

O cabo submarino Monet conectará as cidades de Praia Grande (SP) e Fortaleza (CE) a Boca Raton (Flórida, Estados Unidos) e apoiará nossa expansão para o Nordeste do País, além de reduzir custos de aluguel de conexão internacional.

 

No final de 2017, atendíamos 95.377 clientes B2B, dos quais 10.919 eram corporativos.

 

Dados operacionais B2B 2015 2016 2017   Δ 2016/2017
Número de clientes (unidade)        
Total 100.015 108.686 95.377 (12,2%)
Corporativo 7.884 10.000 10.919 9,2%
MPE 92.131 98.686 84.458 (14,4%)
Nota: a queda do número de clientes MPE, do quatro trimestre de 2016 para os demais trimestres de 2017, é decorrente da realocação de 23.724 clientes a partir de janeiro de 2017, quando passaram a ser atendimentos no B2C.

 

 

B2C

Por meio de uma estratégia de ofertas convergentes, combinando banda larga fixa e móvel, telefonia fixa, móvel, TV por assinatura e serviços de valor agregado, a Algar Telecom atingiu, em 2017, cerca de 2,3 milhões de Unidades Geradores de Receitas (UGRs) com seus clientes B2C, um incremento de 3,6% em relação ao ano anterior.

Destaque deve ser dado ao serviço de banda larga fixa, que somou 436 mil acessos em 2017, 12,1% a mais do que em 2016. Aumentamos em 34,2% a base de ultra banda larga (velocidade entre 10 Mbps e 200 Mbps), modalidade que já representa 46% da base de banda larga fixa dos clientes B2C da Empresa e que passou a ser ofertada em 30 novas cidades.

 

 

Unidades geradoras de receita

Dados operacionais B2C 2015 2016 2017 Δ 2016/2017
Unidades geradoras de receita (MIL) 2.098 2.188 2.267 3,6%
Banda larga fixa 356 389 436 12,1%
    Até 10 MB 248 240 236 (1,7%)
    Acima de 10 MB 109 149 200 34,2%
Telefonia fixa 492 507 535 5,5%
Telefonia móvel 1.154 1.204 1.206 0,2%
    Pós 235 285 302 6,0%
    Pré 919 919 904 (1,6%)
TV por assinatura 96 88 90 2,3%

 

Tech – BPO/Gestão de TI

Em 2017, o segmento Tech apresentou melhora de seu desempenho operacional, embora não possa ser percebido no EBITDA contábil, em função de custos de desmobilizações de clientes e despesas estruturantes (projetos estratégicos). Conquistamos mais de 30 novos clientes, predominantemente em serviços de Gestão de Ambiente de Tecnologia e importantes marcas em Gestão de Relacionamento com Cliente. Lançamos o primeiro agente cognitivo de atendimento/renegociação de dívidas (Duda), além de outras soluções de inteligência artificial aplicada. Com parceiros de tecnologia, iniciamos novas operações voltadas para Atendimento Digital.

32